A curiosidade de Mariana

         Mariana era pequena, mas conhecia bem a rotina do Grupo Espírita onde sua família trabalhava. Ela freqüenta a Evangelização, aos sábados à tarde, e nas quartas-feiras, de vez em quando, acompanhava seus pais aos trabalhos do Grupo.
         Ela já conhecia: Palestra Pública
                       Passe
                       Assistência às famílias assistidas
                       Atendimento Fraterno
         Quando a Palestra Pública terminou, sua mãe foi trabalhar no passe e ela teve que esperar. Ela sempre pegava um livro emprestado na Biblioteca. Ela sabia muitas coisas. Sabia até o que era uma obra psicografada!
         Apenas uma coisa Mariana não conhecia no Centro (e ela estava cheia de curiosidade!): era aquele tal de "Grupo Mediúnico ou Reunião Mediúnica". Quando terminava a Palestra, vários adultos iam para uma sala. Como a porta não ficava aberta, ela não tinha a menor idéia do que eles faziam...
         Naquela noite, ela resolveu ir espiar. Logo ouviu, bem baixinho, uma voz que dizia:
         - O que está fazendo aí, mocinha?
         Era Hélio, o rapaz da Biblioteca! Mas que susto a menina levou! E os dois riram baixinho, para não atrapalhar ninguém...
         Mariana explicou sua curiosidade: queria saber o que era esse "Grupo Mediúnico". Hélio disse que também tinha essa curiosidade... Ele sabia o que era médium e mediunidade, mas não sabia muito bem o que eles faziam nessas reuniões...
         Alguém sabe o que é um Médium?
         E Mediunidade?
         Eles esperaram a reunião terminar e foram tirar suas dúvidas com o "Seu Diomar", o dirigente do Grupo Mediúnico. Com a maior paciência, ele explicou:
         - Primeiro, fizemos uma pequena leitura para reflexão, depois uma prece e, logo a seguir, com a ajuda dos médiuns, os espíritos se comunicam com a gente: por escrito ou pela voz, nós recebemos mensagens deles. Mas também há os espíritos que estão confusos, que ainda não se acostumaram com a volta à vida espiritual: então nós conversamos com eles, tentando ajudá-los. Encerramos a reunião com uma prece. É isso que nós fazemos em uma reunião mediúnica! E mostrou uma figura em uma revista (mostrar uma figura às crianças).
         Hélio e Mariana acharam muito legal o trabalho das Reuniões Mediúnicas: encarnados e desencarnados ajudando uns aos outros!
         E aprenderam que, em vez de ficarem imaginando mil coisas, poderiam ter perguntado antes!

(Claudia Schmidt)