A cruz

 — “Minha mãezinha, — interroga

A pequena, olhos em luz,

Por que razão nosso Mestre

Preferiu morrer na cruz?

 

 Não era Ele o Enviado

Do poder do Criador?

Não passou por este mundo,

Acendendo a luz do amor?”

 

 A velha mãe meditou

E respondeu, em seguida:

— “Filhinha, todo o Evangelho

É grande lição da vida,

 

 O Horto de Solidão,

O Calvário do Tormento

São convites do Senhor

À luz do desprendimento.

 

 E a Cruz é a realidade

Sem qualquer flor de ilusão,

Sem a qual não chegaremos

À paz da Ressurreição.”

(Coletânea do Além. João de .Deus. Psicografado por Chico Xavier)